Nutriskin | Abacate e Saúde
15421
post-template-default,single,single-post,postid-15421,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-1,qode-theme-nutriskin,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Abacate e Saúde

Abacate e Saúde

Há também a possibilidade de usar o óleo de abacate para substituir o óleo de oliva na alimentação. O mercado brasileiro costuma adotar a mistura de óleo de oliva e óleos vegetais, principalmente, de soja, para desenvolver produtos de menor custo. Para que a indústria pudesse oferecer ao consumidor um produto de qualidade muito superior, uma boa alternativa seria o desenvolvimento de produtos mistos de óleo de oliva e óleo de abacate.

Uma alimentação adequada exerce papel fundamental quando o objetivo é retardar e minimizar a intensidade do envelhecimento cutâneo. Para manter uma pele saudável, postergar o envelhecimento, combater os radicais livres e promover a saúde dos tecidos, é importante que a alimentação diária seja balanceada, ou seja, rica em nutrientes como vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos, gorduras, fibras solúveis e insolúveis, e água.

Alimentos como o abacate podem ser grandes aliados nesse processo. Uma de suas características é o rico conteúdo de gordura: 8,8 g no abacate roxo, 15,8 g no abacate Guatemala, e entre 16 e 18,5 g no abacate comum. Cerca de 89% do valor energético do abacate provém das gorduras. Se tomarmos como base o abacate comum, temos: 3,7 g de gordura saturada; 8,3 g de gordura monoinsaturada; 6,5 g de gordura poli-insaturada e quantidades ínfimas de colesterol (14 mg), além de um alto teor de proteínas e sais minerais, em comparação a outras frutas.

De acordo com a literatura científica, o consumo de gorduras monoinsaturadas (ácido oleico), em substituição às gorduras saturadas, promove redução dos níveis de colesterol total, triglicerídeos e LDL colesterol, sem alterar a fração HDL colesterol do plasma.

Outro dado importante, observou-se que o consumo de dietas ricas em ácido oleico promove uma redução dos níveis de fibrinogênio do plasma. Essa fração atua no desenvolvimento de lesões nas artérias, servindo como pródromo de doenças coronárias.

Consumir abacate é benéfico para a melhora do perfil lipídico, já que essa fruta possui um fitoquímico – o betasistosterol – que pode auxiliar na redução do colesterol sanguíneo, bem como promover a melhora da saúde da pele, a integridade e a regeneração tecidual, uma vez que é fonte de gorduras e vitamina E, que tem ação antioxidante.

O abacate pode ser utilizado em preparações frias, como entradas, saladas de folhas, saladas de frutas, mousses, vitaminas, entre muitos outros pratos!

Resultado de imagem para abacate