Nutriskin | Gestation: from Physiology to the Consumption of Antioxidants
6091
post-template-default,single,single-post,postid-6091,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-1,qode-theme-nutriskin,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Gestation: from Physiology to the Consumption of Antioxidants

Gestation: from Physiology to the Consumption of Antioxidants

O levantamento bibliográfico foi realizado, nas bases de dados PubMed, SciELO, Lilacs, entre 2002 a 2016. Foram incluídas 23 publicações em idiomas português e inglês com os seguintes descritores: “Gestação”, “Aspectos fisiológicos”, “Consumo alimentar”, “Antioxidantes”. Nos estudos selecionados, evidenciou-se que o processo gravídico, e o nutricional apresenta uma dupla importância, sob o ponto de vista clínico e epidemiológico, por representar um período de reconhecida vulnerabilidade biológica, e ao concepto, extremamente dependente do organismo materno para seu crescimento e desenvolvimento. Portanto, o desequilíbrio na ingestão de nutrientes inclusive os antioxidantes fundamentais na gestação tem sido observado na população brasileira, conforme análise do consumo dietético em diversos estudos analisados. Assim a assistência pré-natal é uma excelente oportunidade para a orientação e para a saúde em geral e dietética em particular, pois através dessa assistência pode haver a identificação antecipada da inadequação do estado nutricional, minimizando assim os riscos de intercorrências gestacionais.

Resultado de imagem para Gestation nutrition