Nutriskin | Periodização Nutricional
6105
post-template-default,single,single-post,postid-6105,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-1,qode-theme-nutriskin,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Periodização Nutricional

Periodização Nutricional

O termo periodização por muito tempo foi ligado apenas à parte de treinamento de atletas, porém, recentemente o termo periodização nutricional vem sendo utilizado com bastante frequência. A periodização nutricional se refere à estratégia utilizada dependente do tipo e intensidade do treinamento, rotina alimentar e objetivo do atleta.
Uma das estratégias de periodização nutricional que vem ganhando certo destaque entre os profissionais é o método “training low”, que se baseia em um treinamento com baixa disponibilidade de carboidrato, que pode ser baixo glicogênio muscular, hepático ou baixa ingestão de carboidrato durante o exercício. A grande razão para esse treino com baixa disponibilidade de carboidratos é o aumento da expressão gênica que a partir de adaptações do treinamento, alterando alguns fenótipos e proporcionando uma melhora de rendimento.
Outra terminologia utilizada é o “training high” que se refere ao treinamento com alta disponibilidade de carboidratos. Ao contrário da estratégia explicada acima, o “training high” visa que o atleta entre no treinamento com os estoques lotados de glicogênio hepático e muscular, e um consumo adequado de carboidrato durante o exercício. Isso, pela razão de que carboidrato se mostra como o substrato mais eficaz para manter a qualidade do exercício endurance e reduzir os sintomas da fadiga.
Problemas gastrointestinais são bastante comuns em atletas endurance. Esses problemas podem ser explicados pelo fato do intestino não estar adequado para a absorção eficaz dos nutrientes, principalmente durante o exercício físico, quando o fluxo sanguíneo para o intestino é mais intenso. Por isso, outra estratégia para o atleta é chamada de “training the gut” que consiste em treinar e desenvolver a microbiota do atleta para que ocorra a correta distribuição de nutrientes, principalmente carboidratos, além de reduzir os problemas gastrointestinais durante o exercício físico.
Contudo, a nutrição e o exercício físico andam em conjunto, para um melhor manejo alimentar de acordo com seu treino, consulte sempre um nutricionista.

Resultado de imagem para periodização nutricional